Você está aqui

FIERGS investe em inteligência comercial para exportações

As indústrias que tomam decisões estratégicas de ampliar vendas a partir de exportações precisam de ações assertivas para investir na construção de negócios internacionais. A Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS), por meio de seu Conselho de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Concex), se dedica a incentivar o esforço exportador, reconhecendo que esse é um dos meios para valorizar a produção local e desenvolver a economia gaúcha. Em 2016, com a conclusão do estudo Mapa Estratégico de Promoção Comercial, uma parceria com a Unisinos, a identificação de oportunidades para exportações ganhou um impulso extra. São 39 setores diferentes analisados para grupos de países-alvo.
 
“O Mapa Estratégico vai muito além do apontamento sobre demandas e perfis de consumo. A metodologia usada na definição sobre mercados potenciais considera que as compras (volume e perfil de produtos) de uma região são consequência da sua estrutura interna. Portanto, além das informações tradicionais de comércio exterior, as exportações e importações, é fundamental o entendimento de diferentes variáveis nos países”, destaca o coordenador do Concex, Cezar Luiz Müller.
 
Para efeito de compreensão prática de como a FIERGS também se posicionará com os resultados do Mapa Estratégico, o Concex poderá direcionar ações pontuais para os países onde as empresas gaúchas apresentam mais dificuldades de acesso e um posicionamento pouco confortável em termos de desempenho. “Assim, a partir do conjunto de informações sobre uma demanda e também alguma concorrência do mercado, nós poderemos ajudar mais pontualmente empresas com dificuldade de acesso. E também o planejamento de missões empresariais, por exemplo, terá novos olhares e escolhas”, acredita o coordenador.
 
De modo geral, para os 39 setores analisados foram identificados 27 destinos como potenciais. “Percebemos uma concentração geográfica dos países com mais oportunidades em termos de variedade de setores nas Américas, com maior presença de países sul-americanos. Nessa região específica, a Colômbia e o Peru são os únicos com mais de 20 setores com oportunidades, igualando-se aos Estados Unidos”, indica o texto resumido do trabalho.
 
Como a indústria gaúcha possui boa experiência em comércio exterior, o Mapa segue uma divisão em quatro parâmetros para as estratégias das empresas internacionalizadas ou para as que desejam iniciar as exportações. O primeiro deles aponta os países ou as regiões onde existem oportunidades para abertura de negócios, mas os produtos do Brasil ou do Rio Grande do Sul são pouco conhecidos. O segundo é o de destinos para os quais se deve fortalecer a presença de produtos gaúchos ou brasileiros, pois os consumidores já possuem conhecimento relativo. Na terceira opção, recomenda-se manter os produtos gaúchos ou brasileiros, em função da situação confortável em termos de participação de mercado. E, por fim, há locais para os quais se deve articular estratégias para a retomada das exportações gaúchas e brasileiras, pois exibem uma perda de mercado constante.
 
Ao longo de 2017, o objetivo do Concex é apresentar aos setores industriais interessados nos mercados potenciais apontados pelo estudo, bem como estimular as indústrias a utilizar os serviços de Inteligência e Promoção Comercial ofertados pela Gerência de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Gerex) da FIERGS. A identificação de novos mercados e a orientação estratégica para fomentar o crescimento das exportações gaúchas são pilares importantes para a retomada da competitividade das empresas do Rio Grande do Sul.
 

Veja mais

FIERGS 22/03/2017 às 17h53
Um workshop sobre Investidores Anjo foi realizado na FIERGS nesta quarta-feira (22), para apresentar a lei 155/2016, que regulariza as ações deste tipo...
Saiba mais
FIERGS 22/03/2017 às 16h15
O InvestRS, que busca estimular  novos empreendimentos nos setores com potencial estratégico para o Estado, foi lançado nesta quarta-feira (22), no...
Saiba mais
FIERGS 22/03/2017 às 16h05
A cultura do coaching tira as pessoas da zona de conforto, é a cultura da evolução humana.
Saiba mais