AV. ASSIS BRASIL, 8787, SARANDI, PORTO ALEGRE-RS | TEL.: 51-3347.8787

Você está aqui

Curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial

O profissional de Automação Industrial atua em planejamento, implantação, manutenção e gerenciamento dos diferentes sistemas, como redes industriais, sistemas de supervisão, eletricidade e eletrônica industrial, programação de robôs e controladores programáveis. Ele integra, realiza as manutenções corretiva, preventiva e preditiva em máquinas e faz o start-up, instalando, testando e colocando em funcionamento sistemas automatizados.

O profissional pode também analisar projetos, plantas eletromecânicas, identificando as necessidades do cliente com vistas ao suporte, venda e implementação de soluções integradas que agregam valor ao negócio da empresa. Pode coordenar profissionais envolvidos em projetos, controle de qualidade, elaboração de relatórios e atuar na docência de cursos técnicos.

Este Profissional pode solicitar seu registro no CREA – Conselho Regional de Engenharia e Agronomia. Atua nas Indústrias em geral, tais como: automobilística, química, de mineração, de papel e celulose, petroquímica, de alimentos, Instituições financeiras, empresas do comércio e serviços e empresas públicas.

A estrutura curricular apresenta as seguintes Unidades Curriculares:

 

GRADE CURRICULAR

SEM.

CÓDIGO

NOME DA UNIDADE CURRICULAR

CRED.

C.H. [horas]

PRÉ-REQ.

1

S041

Introdução à Automação Industrial

4

70

-

S011

Comunicação e Metodologia de Pesquisa

4

70

-

S016

Desenho Técnico

4

70

-

S053

Programação Básica

4

70

-

S007

Cálculo Básico

4

70

-

2

S002

Análise de Circuitos

4

70

-

S014

Controladores Industriais

4

70

S041 e S053

S022

Eletrotécnica

4

70

S007 e S016

S030

Física Aplicada à Engenharia

4

70

S007

S008

Cálculo Diferencial e Integral

4

70

S007

3

S019

Eletrônica Analógica

4

70

S002

S021

Eletrônica Digital

4

70

-

S050

Pneumática e Hidráulica

4

70

S030

S046

Máquinas Elétricas

4

70

S002, S008 e S022

S026

Equações Diferenciais e Transformadas

4

70

S008

4

S067

Redes Industriais

4

70

S014

S020

Eletrônica de Potência

4

70

S019

S045

Manutenção Industrial

4

70

S022 e S046

S086

Sistemas Microprocessados

4

70

S021 e S053

S082

Sistemas de Manufatura

4

70

-

5

S015

Controle Distribuído de Processos

4

70

S014 e S067

S023

Empreendedorismo

4

70

-

S077

Sistemas de Controle 1

4

70

S026

S056

Programação Orientada a Objetos

4

70

S053

S038

Instrumentação Industrial

4

70

-

6

S080

Sistemas de Controle Digital

4

70

S077 e S086

S025

Engenharia Econômica

4

70

S007 ou S031

S079

Sistemas de Controle 2

4

70

S077

S048

Metodologia para elaboração do TCC

4

70

80 créditos

S069

Robótica

4

70

S038 e S082

7

S097

Projeto Prático

4

70

80 créditos

S009

Cálculo Numérico

4

70

S026

S029

Ética e Legislação

4

70

-

S006

Automação para Sistemas de Energia

4

70

S077

¨¨

Optativa

4

70

-

S096

Trabalho de Conclusão de Curso

4

70

S048

 

 

Atividades Complementares*

¨¨

70

 

 

 

 TOTAL DO CURSO (SEM TCC)

140

2.520

 

 

 

TOTAL DO CURSO (COM TCC)

144

2.590

 

*A unidade curricular optativa é de livre escolha do acadêmico. Desta forma, o acadêmico pode optar por cursar a unidade curricular de Libras ou qualquer outra unidade curricular obrigatória dos outros cursos da Faculdade, desde que ela tenha aderência ao perfil profissional estabelecido no Projeto Pedagógico do Curso. O coordenador avalia, por meio formal, se a unidade escolhida atende o perfil de formação do curso. Para conclusão do curso o acadêmico deve realizar 70 horas de atividade complementares. A contabilização dessas horas segue critério específico, de acordo com a tabela de atividades estabelecida no Regulamento de Atividades Complementares.

** Para conclusão do curso o acadêmico deve realizar 70 horas de atividade complementares. A contabilização dessas horas segue critério específico, de acordo com a tabela de atividades estabelecida no Regulamento de Atividades Complementares.

O critério da oferta de unidades curriculares respeita um percurso de formação que articula os conteúdos formativos progressivos com vistas ao desenvolvimento das competências estabelecidas no perfil do profissional do egresso, portanto a oferta de unidades curriculares durante o processo de matrícula pode ser diferente da ordem apresentada na tabela acima.

 

FIES - FUNDO DE FINANCIAMENTO ESTUDANTIL

O SENAI/RS, Mantenedora da Faculdade SENAI de Tecnologia assinou em 28 de setembro de 2012 o Termo de Adesão ao FIES - Fundo de Financiamento Estudantil, visando à oferta de cursos superiores não gratuitos a serem financiados com recursos do FIES.

No momento da publicação dos resultados serão fornecidas informações mais detalhadas de como o aluno poderá candidatar-se ao FIES.

Autorização

Portaria MEC nº 173, de 22/11/2006 (DOU de 24/11/2006). 
Reconhecimento: Portaria MEC 490, de 20 de dezembro de 2011 (D.O.U de 23/12/2011). 
Renovação de Reconhecimento: Portaria MEC nº 1.093 de 24 dezembro de 2015, publicada no D.O.U em  30/12/2015 
ENADE 2014: Nota 4 (Escala de 1- 5)