Você está aqui

Quer saber tudo sobre automação de processos industriais? Então este é o seu curso. Aprenda a desenvolver e implementar projetos que ajudem as indústrias a produzirem em menor tempo, com menos energia e menor desperdício. A área de atuação de um profissional de Automação Industrial é bem ampla. Abrange indústrias de papel, celulose, automotiva, energia e têxtil, bem como empresas públicas e de serviços.

Automação e Mecatrônica
2590 horas

Grau de Instrução: ENSINO MÉDIO COMPLETO

Coordenador do Curso: Prof. Me. Alexandre Gaspary Haupt
Grau Conferido: Tecnólogo(a) em Automação Industrial
Titulação Profissional: Tecnólogo(a) em Automação Industrial
Ato de Autorização do Curso:​ Portaria MEC nº 173, de 22/11/2006 (DOU de 24/11/2006)
Ato de Reconhecimento: Portaria MEC 490, de 20/12/2011 (DOU de 23/12/2011)
Turno de Funcionamento: Noturno
Carga Horária Total do Curso: 2.450h + 70h de TCC
Conceito do MEC: Curso reconhecido com conceito 4 pelo MEC (Ministério da Educação), em uma pontuação que vai de 1 a 5, o que confirma a excelência de sua qualidade.
Número de Vagas: 60 vagas por semestre
Prazo de Integralização da Carga Horária: Mínimo de 7 semestres e máximo de 10 semestres.
Em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais, o curso não possui estágio curricular obrigatório.

NDE – Núcleo Docente Estruturante
O Núcleo Docente Estruturante (NDE) do curso de Automação Industrial é composto por 5 docentes, incluindo o coordenador de curso. O NDE atua diretamente na implantação e na consolidação do projeto pedagógico do curso por meio da análise continua dos processos educacionais. Para isso, o NDE realiza reuniões sistêmicas de trabalho, conforme plano de trabalho. O NDE do curso tem atuado fortemente no curso por meio das seguintes ações:
- auxilio e assessoramento na concepção e atualização do Projeto Pedagógico do Curso;
- condução dos trabalhos de reestruturação curricular;
- discussão sobre formas de avaliação dos processos de ensino e aprendizagem;
- monitoramento e acompanhamento das atividades desenvolvidas no curso;
- análise dos resultados dos processos de avaliação externa de outros cursos, aplicáveis ao curso de tecnologia em Automação Industrial e autoavaliação;
- acompanhamento e implementação das concepções pedagógicas estabelecidas no projeto pedagógico do curso e da infraestrutura para realização do curso.

Os membros do NDE são designados pelo diretor, atendendo aos requisitos do MEC. O NDE tem regulamento próprio estabelecido pela resolução nº. 17 do Conselho Superior, de 17 de dezembro de 2010.

Integrantes do NDE:

- Prof. Alexandre Gaspary Haupt (Coordenador do Curso e do NDE)
Titulação: Mestre em Engenharia Elétrica
Regime de Trabalho: Tempo Integral

- Prof. Édison Pereira Dachi
Titulação: Mestre em Engenharia Mecânica pela PUCRS
Regime de Trabalho: Tempo Integral

- Prof. Leandro José Cassol
Titulação: Mestre em Engenharia Elétrica pela UFRGS
Regime de Trabalho: Tempo Integral

- Prof. Renato Ely Castro
Titulação: Mestre em Engenharia Elétrica pela UFRGS
Regime de Trabalho: Tempo Parcial

- Prof. Taciano Ares Rodolfo
Titulação: Mestre em Ciência da Computação pela PUCRS
Regime de Trabalho: Tempo Integral

Conselho de Curso
A composição e o funcionamento do conselho de curso superior de tecnologia em Automação Industrial da Faculdade de Tecnologia SENAI estão descritos na seção 3, artigos 12, 13 e 14 do Regimento Interno da Faculdade.
Composição atual do conselho de curso de Automação Industrial:

- Prof. Alexandre Gaspary Haupt (Coordenador do Curso e Presidente do Conselho)
- Prof. Renato Ely Castro (Representante docente)
- Prof. Édison Pereira Dachi (Representante docente)
- Prof. André de Jesus da Silva João (Representante docente)
- Samoel da Silva Silveira (Representante discente)
- Alison Farias (Representante discente)
Art. 13. O conselho de curso, como colegiado, reúne-se, ordinariamente, uma vez por semestre e extraordinariamente quando convocado por seu presidente, ou por requerimento de um terço de seus membros.
Parágrafo único. Na ausência do coordenador de curso, as reuniões são presididas pelo docente designado pelo coordenador de curso. 

Ao conselho de curso compete:
I - acompanhar a implementação do projeto pedagógico, zelando pela qualidade do processo de ensino-aprendizagem;
II - promover ações de estímulo, apoio e atualização do corpo docente no campo didático-pedagógico;
III - acompanhar o corpo docente e discente em questões relacionadas ao aproveitamento escolar e a inserção no meio acadêmico;
IV - opinar sobre assuntos pertinentes que lhe sejam submetidos pela direção;
V - propor à direção o desenvolvimento de projetos acadêmicos com a participação da comunidade externa;
VI - apreciar recurso encaminhado por aluno decorrente da aplicação de medidas disciplinares de afastamento temporário ou de desligamento da Faculdade;
VII - apreciar e encaminhar para aprovação da direção projetos de pesquisas; e
VIII - propor melhorias no projeto pedagógico do curso e na reorganização da estrutura curricular sempre que necessário.

Formar profissionais com competências para implementar, manter e integrar sistemas automatizados, individualmente ou em equipe, gerando soluções que propiciem a produtividade e a competitividade da empresa. Este profissional atua na automatização dos chamados "processos contínuos", que envolvem a transformação ininterrupta de materiais, por meio de operações biofisicoquímicas. Na sua atividade de execução de projetos, instalação e supervisão de sistemas de automação, são bastante empregadas tecnologias como controladores lógicos, sensores, transdutores, redes industriais, controles de temperatura, pressão, vazão, atuadores eletropneumáticos, sistemas supervisórios, entre outras.

  • O profissional de Automação Industrial atua em planejamento, implantação, manutenção e gerenciamento dos diferentes sistemas, como redes industriais, sistemas de supervisão, eletricidade e eletrônica industrial, programação de robôs e controladores programáveis.
  • Ele integra, realiza as manutenções corretiva, preventiva e preditiva em máquinas e faz o start-up, instalando, testando e colocando em funcionamento sistemas automatizados.
  • Implementa sistemas automatizados, interpretando o projeto, planejando a instalação, considerando sua complexidade e extensão.
  • Programa, parametriza e ajusta equipamentos do sistema, interpretando o projeto e efetuando os testes.
  • Valida a instalação elétrica para que atenda as especificações do projeto de instalação.       
  • Planeja e executa a manutenção preditiva e preventiva de sistemas automatizados.
  • Executa a manutenção corretiva, diagnosticando e solucionando o problema.   
  • Mantem a performance do processo produtivo através da parametrização e ajuste de equipamentos, acompanhando o funcionamento do sistema e aplicando melhoria contínua.  
  • Mantem os registros das alterações técnicas do projeto, atualizando a documentação técnica do sistema automatizado. 
  • Analisa o processo produtivo industrial em foco, identificando suas principais características e definindo suas variáveis. 
  • Define soluções, equipamentos e materiais, verificando as alternativas de automação do processo, selecionando a mais viável, considerando os aspectos técnicos e econômicos.
  • Especifica equipamentos, interpretando catálogos e manuais de fabricantes e interagindo com fornecedores.
  • Documenta tecnicamente o projeto, emitindo memorial descritivo e elaborando manual de utilização e manutenção do sistema automatizado.
  • Desenvolve ações coerentes com a política referente à qualidade total e ao   sistema de garantia de qualidade implementados pela empresa.
  • Analisa as alternativas de racionalização de energia a partir de sistemas automatizados.
  • Adapta-se às mudanças tecnológicas, organizativas, profissionais e sócioculturais que incidem em suas atividades profissionais no mercado de trabalho.
  • Desenvolve e manter relações interpessoais através da comunicação, interação e cooperação respeitando os valores éticos e raciais.
  • Desenvolve a liderança da equipe com ética, dinamismo, iniciativa, criatividade e responsabilidade.
  • Respeita e fazer respeitar os procedimentos técnicos, legislação específica de saúde, segurança e meio ambiente.

Automação industrial consiste na aplicação de técnicas, softwares e equipamentos em determinado processo, a fim de aumentar a sua produtividade com menor desperdício de matérias primas e consumo de energia. A automação tem importante papel na redução do esforço humano em um processo, permitindo melhores condições de segurança material e humana nos processos produtivos. 

  • Máquinas de solda
  • Processos de pintura
  • Processos de estamparia - moldagem de chapas ao formato desejado do veículo
  • Dosagem de produtos para misturas
  • Controle de pH
  • Comunicação entre máquinas
  • Supervisão de processos 
  • Automação Residencial
  • Automação de embalagens: corte, dobra e armazenamento
  • Pontes rolantes e sistemas de transporte 
  • Indústrias como: automobilística, química, de mineração, de papel e celulose, petroquímica, de alimentos entre outras.
  • Instituições Financeiras 
  • Empresas do comércio e serviços.
  • Empresas Públicas 
  • Educação

Empresas de vários segmentos utilizam a automação para se tornarem competitivas, logo, o mercado na área de Automação Industrial se mantém aquecido. Além disso, há uma necessidade constante de otimização, integração, manutenção e instalação de sistemas automatizados. Novas tecnologias associadas à robótica, manutenção inteligente, redes industriais e sensores inteligentes têm aberto novas oportunidades.

  • Currículo atualizado e concebido por meio de comitê de empresas e entidades de classe que atuam na área de Automação Industrial.
  • Formação por competências.
  • Professores Mestres e Doutores com formação e experiência profissional na área.
  • Aulas práticas em laboratórios especializados e formados por equipamentos profissionais.
  • Aulas gratuitas de nivelamento e reforço em matemática.
  • Aulas teóricas e práticas articuladas com o mundo do trabalho.
  • Auxílio didático por meio da monitoria acadêmica.
  • Utilização de ambiente virtual para apoio as aulas presenciais.
  • Flexibilidade curricular. 
  • Estacionamento gratuito.
  • Estreita sintonia com o mercado de trabalho. 
  • Possibilidade de educação continuada em nível de Pós-Graduação em área correlata.
  • Parcerias com importantes empresas das áreas dos cursos: Altus, Cambium Networks, CISCO, IBM, Microsoft, Oracle, Siemens, entre outras.
  • Siemens, Festo Isa/Grinst entre outras.

O curso tem duração média de sete semestres e carga horária de 2.590 horas, incluindo o TCC e as atividades complementares.

Nº DE DISCIPLINAS

Nº DE CRÉDITOS

VALOR MENSAL (R$) * **

3

12

609,00

4

16

812,00

5

20

1.015,00

6

24

1.218,00

7

28

1.421,00

Graduação Tecnológica| Matrícula mínima: 12 créditos
Valor do crédito: R$ 304,50
* A matrícula mínima é válida para ingressantes a partir de 2018/2.
** Valor mensal é 1 das 6 parcelas que compõem o pagamento do semestre.

Unidades com turmas abertas

Porto Alegre - Faculdade SENAI

Valor Total: Conforme tabela créditos.
Valor Total: Conforme tabela créditos.
Leve esse curso para sua empresa

Desenvolvimento de cursos personalizados, in company e resolução de outras demandas de que a sua empresa precisa.