Você está aqui

Soluções Integradas em Metalmecânica

Credenciado por

O Instituto SENAI de Inovação em Soluções Integradas em Metalmecânica (ISI SIM) atua, principalmente, em projetos de inovação e pesquisa aplicada para o aumento da produtividade e competitividade da indústria brasileira.

O Instituto foi estruturado a partir do Centro de Excelência em Tecnologias Avançadas SENAI – CETA e do Centro Tecnológico de Mecânica de Precisão – CETEMP. A sua inauguração foi realizada em Abril de 2017, em São Leopoldo – RS.

Infraestrutura:

  • Laboratório de Manufatura Avançada (Soluções integradas por manufatura digital);
  • Laboratório de Tecnologias de Interação (Métodos e ferramentas para interação pessoas-componentes);
  • Laboratório de Fabricação (Tecnologias de usinagem e manufatura aditiva);
  • Laboratório de Metrologia (Tecnologias de medição por coordenadas de grandes volumes);
  • Laboratório Aberto (Transformação de ideias em negócios).

O Instituto atua de forma multidisciplinar por meio de quatro áreas tecnológicas:

Manufatura Digital: Relacionada ao desenvolvimento e aplicação de métodos e tecnologias digitais, orientados para análise de eficiência e otimização de sistemas de manufatura;

Sensoriamento e Visão Computacional: Desenvolvimento integrado de dispositivos e interfaces, orientado para a captação e processamento de massivos dados amostrais e instantâneos, aplicados à distintos sistemas e soluções.

Metrologia 3D: Métodos e soluções para a metrologia de grandes volumes e digitalização de sistemas de manufatura.

Processos Avançados de Fabricação: Usinagem com alta velocidade de corte e cinco eixos simultâneos; Análise de requisitos e parâmetros de processos de adição metálica (Fusão Seletiva à Laser).

Seu corpo técnico possui experiência industrial e em pesquisa aplicada, destacando-se em projetos de componentes e subsistemas para a indústria automotiva, médica, máquinas-ferramentas, petróleo & gás e agricultura de precisão.

Aplicam-se métodos e ferramentas de desenvolvimento integrado de produtos e de engenharia de sistemas, desde a a fase de projeto conceitual até a manufatura de protótipos.

EMBRAPII - Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial

O que é EMBRAPII?

É uma Organização Social (OS) pelo Poder Público Federal financiada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e pelo Ministério da Educação (MEC).

Qual a missão da EMBRAPII?

Contribuir para o desenvolvimento da inovação na indústria brasileira por meio do fortalecimento de sua colaboração com institutos de pesquisas e universidades.

Como a EMBRAPII contribui para o desenvolvimento da inovação na indústria brasileira?

A EMBRAPII tem um modelo de atuação que permite agilidade, flexibilidade e risco reduzido no apoio a projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) das empresas – características fundamentais para o processo de inovação.

Os recursos não reembolsáveis administrados pela EMBRAPII são utilizados nos projetos entre empresas e instituições de pesquisa, credenciadas por sua excelência, foco tecnológico e capacidade de atender às demandas de PD&I das empresas.

Como funciona o sistema EMBRAPII?

A empresa pode dividir os custos de projetos de PD&I com a Unidade EMBRAPII e a EMBRAPII, que contribui com até um terço dos custos dos projetos de suas Unidades, reduzindo o aporte financeiro necessário para a inovação. Dessa forma, os riscos e os custos diminuem, e com maior conteúdo tecnológico das inovações, a competitividade empresarial aumenta.

Como são os contratos EMBRAPII?

A negociação é feita diretamente entre a empresa e a Unidade EMBRAPII, sem intermediários. Os contratos são fechados em dois meses.

As Unidades EMBRAPII (UE) credenciadas estão habilitadas a prospectar e executar projetos de inovação em parceria com empresas, na área de competência definida, pelo período de seis anos.

Por que os projetos de inovação EMBRAPII são garantia de sucesso?

  • As empresas e Unidades EMBRAPII possuem autonomia para firmar e executar projetos de PD&I.
  • O foco é 100% na demanda empresarial.
  • Compromisso com resultados.
  • Gestão de projetos.
  • Capacitação de profissionais e infraestrutura.
  • Acordo entre as empresas e a Unidade EMBRAPII sobre a propriedade intelectual.
  • Menor risco e custo para as empresas.

Qual é a área de competência tecnológica do Instituto SENAI de Inovação em Soluções Integradas em Metalmecânica?

  • Sistemas de Sensoriamento 

Em quais linhas de atuação o Instituto SENAI de Inovação emSoluções Integradas em Metalmecânica está credenciado pela EMBRAPII?

  • Desenvolvimento e integração de sensores
  • Desenvolvimento de sistemas de visão computacional
  • Desenvolvimento de sistemas computacionais para sensoriamento

O Instituto SENAI de Inovação em Soluções Integradas em Metalmecânica é uma das unidades EMBRAPII pronta para responder às demandas industriais. Para mais informações entre em contato conosco.

Fechar
Laboratórios

Para conhecer nossos laboratórios, agende sua visita:

Avenida Getúlio Vargas, 3239

+0
Laboratório de Dimensional
Laboratório de calibração acreditado pelo Cgcre.
+0
Laboratório de Ensaios Mecânicos
Laboratório de ensaios acreditado pelo Cgcre-Inmetro. Realiza ensaios mecânicos em produtos de metal.
+0
Laboratório de Ensaios Químicos
Laboratório de ensaios rastreado. Realiza ensaios químicos em produtos de metal.
+0
Laboratório de Força, Torque e Dureza
Laboratório de calibração acreditado pelo Cgcre. Realiza calibração de escalas de máquina de ensaios, instrumentos de medição de força adequados à calibração de escalas de máquina de ensaios, instrumentos de medição de força de uso geral e instrumentos de medição de torque.
+0
Laboratório de Massa
Laboratório de calibração acreditado pelo Cgcre-Inmetro. Realiza calibração de padrões de massa, medidas de massa e instrumentos de medição de massa.
Fechar
Equipe
Victor Emmanuel de Oliveira Gomes

Possui graduação em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC (2007), mestrado em Engenharia Mecânica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica - ITA (2010) e doutorado pelo ITA, em cooperação com a Universidade Otto-Von-Guericke - Magdeburg-Alemanha (2015). Entre dezembro de 2013 e maio de 2016 atuou como diretor e pesquisador do Instituto SENAI de Tecnologia Metalmecânica de Minas Gerais. Desde junho de 2016 é diretor do Instituto SENAI de Inovação em Soluções Integradas em Metalmecânica, no Rio Grande do Sul, onde orienta pesquisas e coordena projetos de cooperação com a indústria nacional. Possui experiência industrial e acadêmica na área de Engenharia Mecânica e Produção, atuando principalmente nos seguintes temas: modelagem computacional e simulação a eventos discretos, análise de eficiência energética inserida ao planejamento de processos de manufatura discreta; análise de desempenho organizacional e tecnológico de plantas industriais; auxílio à tomada de decisões em melhoria de layouts fabris; gestão da inovação.

Vitor Camargo Nardelli

Engenheiro Mecânico formado pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) em 2003. Mestre em Metrologia formado pelo PósMCI/UFSC em 2006 com foco em metrologia por coordenadas. Doutor pelo POSMEC/UFSC em 2012 na área de Metrologia e Instrumentação, com foco em tomografia computadorizada industrial aplicada à metrologia dimensional. Participou como pesquisador no projeto de cooperação internacional Brasil-Alemanha (BRAGECRIM) intitulado: Métodos para setup rápido e medição dimensional robusta com tomografia computadorizada industrial de raios X (CT-Metro): entre 2009 - 2013, evolvendo a UFSC, a Fundação CERTI e o WZL da RWTH em Aachen na Alemanha. Atualmente é colaborador do Instituto SENAI de Inovação em Metalmecânica, onde atua na coordenação do Laboratório de Metrologia e em projetos de pesquisa e desenvolvimento com a indústria nacional.

Giovanni Rocha dos Santos

Possui graduação em Engenharia Metalúrgica pela UFRGS (2003), mestrado em Engenharia Mecânica pela PUCPR na área de Processos de Fabricação (2006) e doutorado pela UFRGS também na área de Processos de Fabricação (2015). Tem experiência atuando no desenvolvimento de processos produtivos, gestão da qualidade, gerenciamento de projetos e P&D de aços especiais. Na indústria trabalhou no desenvolvimento de aços especiais, deposição de filmes finos via PVD, Nitretação e Tratamentos Dúplex, tanto em aplicações para ferramentas quanto para componentes automotivos. É pesquisador do Instituto SENAI de Inovação em Soluções Integradas em Metalmecânica.

Bruno Vaz de Souza

Possui graduação em Engenharia Metalúrgica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2008), Pós Graduação em Engenharia de Fundição pela UNISOCIESC em Santa Catarina (2015) e Mestrado em Engenharia e Tecnologia de Materiais, pela PUCRS de Porto Alegre (2015). Tem experiência na área de Engenharia Metalúrgica, com ênfase em Fundição de Ferro Nodular, Ferro Cinzento e Aço e desenvolvimento de novos materiais. Atualmente, atua pelo Instituto SENAI de Inovação em Metalmecânica no Rio Grande do Sul como Analista de Serviços Técnicos e tecnológicos Sr., com experiência em gestão de projetos de inovação.

Fechar
Equipamento
  • Tridimensional Prismo Ultra 9/13/7
  • Microscópio eletrônico de varedura
  • SIP 305 Máquina de medição linear
  • SIP 414 - Tridimensional manual
  • Máquina de tração EMIC
  • Espectrômetro Shimadzu
  • Perfilometro
  • Balança de Pressão Pressurements
  • Calibrador de blocos "TESA"
  • Comparador de Massa - Ax26
  • Comparador de Massa - XP-2004S
  • Comparador de Massa - XP-10003S
  • Comparador de Massa - XP-2004S
  • Máquina de medição de circularidade - (Circularímetro - Talyrond 73 - Taylor - Hobson)
  • Máquina de medição de rudosidade ( Taylor - Hobson)
  • Conjunto de Pesos Classe E2
  • Comparador de Massa - KA50
  • Máquina de tração Versat 500
  • Laser
  • Pêndulo de Impacto
  • Microdurômetro
  • Politriz automatica
  • Balança de Pressão Ashcroft
  • Microscópio de medição "OMO"
  • Durômetro Reichert
  • Cortadora Metalográfica de precisão
  • Comparador de deslocamento ( HEIDENHAIN)
  • Calibrador Fluke
  • Embutidora metalográfica
  • Cortadora Metalográfica
  • Indicador digital  para nível
  • Comparador de pressão TIMONEIRO
  • Suporte para calibração de tambor micrométrico
  • Suporte para a calibração de relógio
  • Deionizador
  • Traçador de altura
  • Micrômetro digital
  • Paquímetro digital
  • Modelagem tridimensional
  • Captura de movimentos faciais
  • Captura de movimentos corporais
  • Captura de movimentos corporais
  • Eletromiografia dinâmica de superfície
  • Rastreamento ocular
  • Vicon Tracker 3
  • Vicon BodyBuilder
  • Vicon Nexus 2
  • Vicon Polygon 4
  • Noraxon Myoresearch
  • Ergonners D-LAB 3
  • Tecnologia Material Jetting (Polyjet) para materiais rígidos, flexíveis e materiais combinados
  • Tecnologia Material Extrusion (FDM - Fused Deposition Modeling) para materiais rígidos
  • Tecnologia Powder Bed Fusion (DMP - Direct Metal Printing) para materiais metálicos
  • Captura de movimentos corporais
  • Captura de forças biomecânicas
  • Eletromiografia dinâmica de superfície
  • Rastreamento ocular
  • Desenvolvimento de simulações
  • Vicon Active Wand V2 IR
  • Vicon Vantage V5
  • Vicon Lock + 
  • Vicon Apex
  • Vicon Bonita
  • HMD Visor SX60
  • Robô Kuka IIWA
  • Haption System 
  • Noraxon EMG
  • Ergoneers Eye Tracking
  • AMTI OPT 464508 - HF

Editais e Fomento

O SENAI-RS aceita o Cartão BNDES em vários de seus serviços. Conheça mais sobre essa possibilidade de financia...
Quer saber mais sobre a Indústria 4.0? Então você está no lugar certo. ​Queremos garantir que você e a sua emp...
Inovar é fundamental para a competitividade da indústria brasileira. O Edital de Inovação para a Indústria é u...

Documentos e Publicações

2006
Um estudo de caso de tele-saúde baseado em imagens de ultra-som
O crescimento da Internet rápida (a cabo e também sem fios, inclusive por satélite) no Brasil e o recente avanço de métodos de compressão de imagem permitiram a execução de tele-consultas interativas
Alécio Pedro Delazari Binotto; Márcio Soares Torres; Ilias Sachpazidis; Ricardo Gomes; Carlos Eduardo Pereira.
2010
Tipos de revenimento
Tipos de revenimento e as etapas do tratamento térmico.
Leandro Marchionni
2007
Tecnologia PLC - a nova era da comunicação de dados em banda larga
A tecnologia PLC (Power Line Communication) permite a comunicação de dados sobre a rede elétrica – tanto de baixa como de média e alta tensão – e vem para multiplicar a capacidade de oferta de aplicaç
Flavio Rocha de Avila, Carlos Eduardo Pereira
2011
Sensor óptico aditivo como ferramenta para aplicação de nitrogênio da cultura de trigo
A adubação nitrogenada na cultura do trigo é baseada em indicadores como a expectativa de rendimento da cultura, teor de matéria orgânica do solo e cultura antecessora. Estes indicadores são pouco pre
Clever Variani
2013
Selo ruído, especificações e certificações em eletrodomésticos
Portarias brasileiras específicas para normalização dos ruídos em secadores de cabelo e eletrodomésticos similares.
William Roger Carvalho Gomes; Cristiano Linck
2012
Remanejamento de chapas de núcleos eletromagnéticos em motores elétricos
Sistematização de procedimentos para a realização de um remanejamento de chapas de núcleos eletromagnéticos de motores elétricos.
William R. C. Gomes; Clayton A. O. da Motta.
Apoio
Realização com apoio do BNDES, integra uma rede de 25 institutos de inovação e 58 institutos de tecnologia no Brasil.

Fale Conosco

Para entrar em contato, preencha o formulário ao lado.

Instituto SENAI de Inovação em Soluções Integradas em Metalmecânica
Fone: (51) 3904-2690
Av. Getúlio Vargas, 3239
São Leopoldo/RS