Você está aqui

Entenda como aumentar a produtividade na indústria com nossas 4 dicas

A adoção de estratégias de aumento de produtividade na indústria traz impactos positivos, isso não é segredo. Mas, antes de qualquer coisa, precisamos entender o que é produtividade: a capacidade que uma indústria tem de ampliar a produção sem alterar os recursos disponíveis.

A importância da produtividade está diretamente ligada à obtenção de resultados. Quanto melhor o desempenho, maior é a competitividade do negócio.

Mas como fazer isso? De que forma reduzir custos, garantir a qualidade e alcançar a satisfação do cliente, tudo ao mesmo tempo? Como diminuir os desperdícios, reaproveitar materiais, identificar problemas em máquinas, criar processos e oferecer treinamentos aos colaboradores sem elevar drasticamente as despesas?

Continue a leitura e descubra como aumentar a produtividade na indústria com dicas aplicáveis ao setor!

1. Diminuir ruídos na comunicação

Você sabe quanto tempo um produto leva desde o primeiro contato com o cliente para trazer retornos? Essa é uma maneira de elevar a produtividade na indústria: é preciso medir o tempo para retorno de um orçamento e de todo o processo, deixando as expectativas claras a todos os envolvidos.

Além disso, é importante treinar bem as equipes de venda, traduzindo de forma objetiva as informações sobre o projeto. Para diminuir os ruídos na comunicação dentro da empresa, as prioridades devem ser determinadas em conjunto, com etapas bem definidas por e para cada time.

2. Criar indicadores de produtividade na indústria

Na hora de encontrar as oportunidades ideais, a criação de indicadores de produtividade surge como ferramenta para aprimorar a eficiência e, consequentemente, identificar os gargalos e fazer revisões dos processos quando for necessário.

Dois indicadores cruciais à indústria são:

  • o rendimento do processo (O que sai e o que entra? Onde está o desperdício?);
  • a eficiência (As máquinas trabalham no seu máximo? A indústria está funcionando com toda a sua capacidade?).

3. Investir na qualificação profissional

Na indústria, sobrevivem aqueles que têm visão para inovação, porque as mudanças são contínuas e acompanham a evolução das tecnologias mais do que nunca.

Por isso, é preciso investir nos colaboradores: qualificar, treinar, ensinar conceitos e boas práticas. Isso vai incentivar a participação da equipe, que é essencial no momento de propor melhorias nos processos. Os cursos de Evolução Profissional do Senai, por exemplo, são uma excelente alternativa para ampliar habilidades e competências de quem já está inserido no mercado de trabalho.

4. Adotar estratégias de gestão

Um termo muito conhecido na gestão de indústrias é o TPM (Manutenção Produtiva Total, em português), que consiste em um sistema focado em fazer a redução de custos, eliminando perdas sem diminuir a qualidade.

Além da gestão de rotinas com base no TPM, a adoção de um ERP (sistema de gestão integrada) também é fundamental para aprimorar a gestão como um todo. Quanto mais simples forem as rotinas, maiores os rendimentos — já que a conclusão é fluida quando há menos burocracia e padronização do processo.

Ao contrário do que pode parecer, o aumento da jornada de trabalho não eleva a produtividade na indústria. Na verdade, ela está relacionada com a diminuição de custos, a eliminação de desperdícios, o aumento da velocidade nos processos e a incrementação na performance — o que, de maneira geral, interfere nos resultados da empresa.

Gostou das nossas dicas? Siga nossas redes sociais e fique por dentro de outras sugestões para aplicar no seu negócio! Estamos no Facebook, no Instagram, no YouTube e no LinkedIn.


Por Redator Senai
quinta-feira, 19 de Dezembro de 2019 - 17h17

Deixe um Comentário

15 + 0 =