Você está aqui

Novo espessante para álcool gel

Assunto mais falado de 2020, a pandemia do covid-19 trouxe muitos desafios, inclusive para a indústria. E como toda crise gera oportunidades, veja como o SENAI solucionou a falta de espessantes comumente usado para álcool gel testando outras formulações.


Devido à alta demanda e, por consequência, a escassez do espessante comumente utilizado na fabricação de álcool gel, o polímero sintético Carbopol (marca registrada para ácido poliacrílico), a indústria necessitava de produtos alternativos que pudessem cumprir a mesma função.

Em suas pesquisas e experimentos para novas formulações, a equipe do Instituto SENAI de Inovação em Engenharia de Polímeros identificou como solução inovadora a possibilidade de uso de acetato de cálcio para esta função. Este acetato é um sal usualmente utilizado como aditivo e estabilizante alimentar, não oferecendo efeito adverso à saúde e demonstrando ótima relação custo-benefício. 

Os testes iniciais ofereceram alguns desafios para incorporação do sal ao álcool, que foram solucionados com uma metodologia de preparo desenvolvida especificamente para esta nova formulação e que está descrita em ficha técnica correspondente no site: www.senai.br/maisprevencao.

Somem-se a estes resultados, o suporte técnico contínuo às empresas, e a implementação de uma metodologia instrumental para avaliar a qualidade do álcool gel. Hoje o SENAI está apto a realizar a determinação do teor alcóolico pela técnica de infravermelho, requisito decisivo para eficiência da ação antisséptica do álcool gel.

 

 

Outros cases

09/06/2020
No ano de 2016, a empresa Auttom S.A., acompanhando o mercado de tecnologias, identificou a oportunidade de to...
18/03/2020
Recuperação de resíduos da indústria calçadista para produção de embalagem para calçado.
12/06/2019
Criação de novos modelos de sofá reclinável e sofás fixos com maior apelo em design.