Você está aqui

Fazer melhor e em menos tempo é o objetivo da otimização de processos na indústria. Nesse cenário, a tecnologia tem um importante papel, na medida em que reduz a variabilidade e as perdas, ajuda no aumento da transparência, diminui custos, entre outros benefícios.

É nesse cenário que a Indústria 4.0 se fortalece, assumindo o papel de protagonista da digitalização e integração de todos os processos.

Ao longo desta leitura você vai saber mais sobre como planejar e executar a otimização de processos na indústria. Acompanhe!

A importância dos processos

Os processos industriais são essenciais para que a empresa tenha um fluxo de trabalho organizado, consistente e que garanta a qualidade final do produto.

Para isso, os fluxos devem ser extremamente eficientes, ajudando a empresa a alcançar um nível satisfatório de competitividade, fator fundamental para a sustentabilidade do negócio no mercado.

A otimização dos processos tem uma lógica simples, o que facilita a aplicabilidade em qualquer operação. No entanto, é preciso ter atenção e monitorar todas as etapas. Saiba quais são a seguir.

Mapeamento

Nesta etapa é feita a investigação dos dados referentes ao funcionamento dos processos atuais. A intenção é obter informações relevantes acerca da execução das atividades industriais e fazer uso desses dados para comparar alternativas que possam ser mais eficientes.

Modelagem

Na etapa da modelagem, é feita uma representação gráfica dos fluxos das atividades na indústria. Trata-se de um desenho com a trajetória que cada matéria-prima faz dentro do processo.

Com isso, é viável evidenciar por quais etapas o processo passa e os profissionais responsáveis por cada fase de produção. Com o mapeamento da modelagem, é possível:

  • fazer a identificação de onde cada etapa do processo tem início;
  • identificar a maneira como a matéria-prima passa pelos processos de transformação industrial;
  • quais resultados ela apresenta.

Sendo assim, é importante destacar que todas as fases são interligadas e devem ser mapeadas.

Melhorias

Após os trabalhos de mapeamento e de modelagem, é possível fazer a identificação de alguns pontos que podem ser melhorados:

  • etapas que se repetem ou que não contribuem para o resultado;
  • falhas que geram ineficiências;
  • oportunidade de melhorias que podem ser aplicadas em algumas fases;
  • desperdícios.

Implantação

Com os diagnósticos iniciais, é hora de colocar o plano de melhorias em prática para fazer a implementação dos processos mais produtivos. Resumidamente, ajustar os processos às ações sugeridas e consideradas mais adequadas.

Monitoramento

Para garantir a eficiência das ações, é preciso fazer o monitoramento frequente, a fim de verificar e avaliar os resultados de forma correta. Esse monitoramento deve ser periódico e serve para descobrir se as melhorias são, de fato, satisfatórias para os processos industriais.

Caso os resultados sejam os esperados, é necessário voltar ao ponto inicial (mapeamento) e refazer todas as etapas, a fim de identificar as falhas que estão impedindo de se chegar ao resultado almejado.

Principais tipos de processos industriais

Os processos industriais são devidamente categorizados e podem ser dos tipos listados abaixo. Confira:

  • operações contínuas;
  • operações descontínuas;
  • operações em lote;
  • operações discretas;
  • fluxo em linha (line flow, que deriva da produção em lotes);
  • projetos (project).

4 dicas para a otimização de processos industriais

Para otimizar os processos na indústria, você pode adotar algumas importantes estratégias. Confira quais são elas a seguir.

1. Invista em tecnologia

A tecnologia, sem dúvida, é um grande diferencial competitivo para as empresas que a adotam. Por isso, a Indústria 4.0 já é uma tendência vivenciada por todas as organizações que almejam se manter e também se destacar em seus mercados.

Além disso, a automação industrial possibilita a economia de tempo, redução de custos e garante a qualidade e a eficiência das operações.

A inovação e a tecnologia também colaboram para a integração de diferentes setores, e isso significa mais eficiência para o negócio em todo o ciclo produtivo, da compra de matéria-prima até o pós-venda. A tecnologia na indústria pode ser usada para:

  • monitoramento dos empregados;
  • gestão de estoque;
  • gestão dos processos;
  • controle avançado de processos;
  • controle de qualidade.

2. Implemente o setor de supply chain

É comum os gestores pensarem nas vendas e não considerarem a cadeia de suprimentos (supply chain), e é por isso que, mesmo investindo em tecnologia, muitas vezes o resultado não é o esperado.

No ramo industrial, a cadeia de suprimentos tem uma grande importância para a administração da logística e também para todo o processo de produção, já que diferentes etapas precisam acontecer até a entrega do produto final ao consumidor.

Por isso, é um setor que merece atenção dos gestores, sendo um aliado para monitorar o funcionamento dos processos, garantindo a satisfação do consumidor final. Entre as funções do setor estão:

  • busca por fornecedores de matérias-primas;
  • previsão e planejamento entre oferta e demanda;
  • monitoramento do tempo dos ciclos de produção e dos inventários;
  • fabricação e armazenamento do produto;
  • garantia da entrega;
  • identificação de melhorias nos processos

3. Utilize um bom software de gestão

Um software de gestão é fundamental para garantir a eficiência dos processos da indústria. Por meio dessa ferramenta, é possível acompanhar o fluxo de informações de maneira mais fácil e segura.

Além disso, o sistema oferece dados importantes para análise, que ajudarão na tomada das decisões, inclusive para identificar falhas antes que elas aconteçam.

Assim, o uso de sistemas ajuda na otimização dos processos industriais na medida em que provoca um impacto positivo para a obtenção de dados com foco na melhoria dos processos e também para redução de custos.

Logo, com a adoção de um sistema, também é possível melhorar e aumentar a produtividade e conquistar mais tempo para se dedicar às atividades estratégicas do negócio.

4. Capacite os empregados

Para que a adoção de todos esses recursos seja eficiente, é fundamental capacitar os trabalhadores, dando a eles o conhecimento necessário para operar as máquinas e softwares, como também o entendimento da importância dessas mudanças no processo produtivo.

Ao oferecer cursos e outras formas de capacitação, você ainda garante a eficiência da operação e evita que velhos hábitos retornem.

Como vimos ao longo desta leitura, é possível promover a otimização de processos na indústria, e contar com a ajuda da tecnologia é fundamental para ganhar mais tempo, qualidade e eficiência nas suas operações.

Se você gostou deste artigo, confira também como aumentar a produtividade na indústria.

Terça-feira, 8 de Setembro de 2020 - 8h08

Deixe um Comentário

2 + 5 =