Você está aqui

Tecnologia 5G: o que esperar dessa mudança no mercado?

Em tempos de transformação digital, a tecnologia 5G é um dos temas mais discutidos — tanto em ambientes de pesquisa científica quanto no mundo empresarial. Ao que tudo indica, essa mudança na rede de telecomunicações representa mais que um grande avanço. Afinal, é esperado que uma série de outras tecnologias tenham seu potencial impulsionado pela conexão mais poderosa.

Entretanto, o impacto real dessa mudança nem sempre fica muito claro. Pensando nisso, criamos este post completo sobre a tecnologia 5G para explicar como exatamente ela funciona e o que podemos esperar dos próximos anos. Confira!

Por dentro da tecnologia 5G

A quinta geração da tecnologia de internet móvel traz consigo uma quebra de paradigma que vai muito além do aumento da potência da conexão. Enquanto as últimas evoluções trouxeram consigo um aumento na velocidade, o funcionamento da rede 5G deve promover também uma mudança estrutural na forma como as conexões são feitas. Vejamos alguns detalhes para entender mais a fundo o assunto.

Para começar, a velocidade de conexão — que no 4G pode chegar a algo em torno de 45 Mbps — é de mais de 1 Gbps no 5G. A latência, que é o tempo de resposta das aplicações, deve cair de 10 milissegundos para menos de 1 milissegundos, enquanto a banda de passagem deve ser ampliada para suportar um número muito maior de conexões com um mesmo ponto.

A característica mais marcante da sua transmissão é o tipo de onda de rádio utilizada. A frequência é bem mais alta que a da tecnologia 4G, por exemplo. Isso faz com que o sinal permita uma transmissão de dados mais intensa, mas que o alcance seja menor. Consequentemente, serão necessárias mais antenas espalhadas pelas cidades.

Um ponto interessante é que um dispositivo inteligente instalado nas antenas replicadoras pode direcionar com mais precisão o sinal emitido, em vez de simplesmente enviá-lo para todas as direções. Trata-se de uma otimização importante dos recursos, sobretudo em relação ao consumo energético — que, na tecnologia 5G como um todo, deve ser bem menor.

Hoje, as principais empresas que vendem hardware e sistemas para operadoras são Huawei, ZTE, Samsung, Nokia e Ericsson. Contudo, enquanto algumas cidades nos EUA e na Coreia do Sul já fazem testes com a nova rede, algumas etapas ainda precisam ser cumpridas no Brasil. A Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL) agendou para 2021 o leilão e as licitações para a adoção da tecnologia.

A partir da implementação, as empresas poderão adotar a tecnologia 5G como base para sua infraestrutura — e os impactos, como mostraremos mais à frente, serão expressivos.

As vantagens da tecnologia 5G

Além da velocidade, a latência da rede é um diferencial que chama a atenção. Com respostas mais rápidas e uma conexão que suporta muito mais dispositivos, a 5G deve beneficiar diretamente a infraestrutura de empresas que utilizam estratégias de análise de dados como o Big Data Analytics.

A confiabilidade da rede também merece destaque. Na prática, ela deve trazer uma redução brusca no risco de queda ou de instabilidade da conexão, um fator crucial para setores que atuam com operações críticas na rede. Um e-commerce, por exemplo, pode ser sustentado por uma plataforma na nuvem com muito mais tranquilidade se a conexão oferece a devida confiança.

A flexibilidade da tecnologia 5G também é maior. Isso significa que, ao contrário do 4G, que é mais engessado, ela permite combinações de infraestrutura mais variadas. Um impacto prático disso é que fica mais fácil criar redes para oferecer internet em cidades menores.

Por fim, podemos ainda destacar a questão da bateria. A sustentabilidade se destaca como um dos pilares do desenvolvimento da 5G, marcando presença nos projetos de pesquisa e trazendo resultados interessantes. A tendência é que as antenas dos dispositivos móveis sejam energeticamente mais econômicas, reduzindo o impacto ambiental dos avanços tecnológicos que devem ocorrer na sequência.

Vejamos, então, o que mais podemos esperar de mudanças no mercado como um todo.

Os principais impactos da 5G no mercado

Mesmo que a implementação ainda dependa de questões governamentais, como o leilão e a definição das licitações, a flexibilidade da tecnologia indica que as coisas podem andar rapidamente conforme as operadoras começarem a adequação. Vale destacar que as antenas de transmissão não precisam necessariamente ser trocadas — as utilizadas para 4G, por exemplo, podem ser adaptadas.

Alguns setores do mercado devem sentir o impacto de imediato. A Indústria 4.0, por exemplo, é um tema bastante discutido e deve ganhar força com a 5G. Com conexões sem fio mais rápidas, tecnologias como a Internet das Coisas (IoT) se tornam ainda mais atraentes. Em pouco tempo, cada vez mais equipamentos poderão se comunicar, tornando a fábrica mais inteligente, com produção personalizada em grande escala.

Os benefícios também serão significativos para setores como a logística e o varejo. Os dispositivos móveis devem ganhar espaço na gestão da cadeia de suprimentos, permitindo uma automatização de alto nível. Isso deve refletir na própria eficiência dos processos, melhorando os serviços oferecidos ao consumidor final e reduzindo os custos operacionais.

O planejamento de rotas de entrega, por exemplo, pode ser atualizado em tempo real por um sistema que usa Inteligência Artificial (IA). Isso reduz a necessidade de interferência humana, automatizando tomadas de decisão para promover segurança e confiabilidade no serviço prestado.

As lojas, por sua vez, promoverão experiências ainda melhores para o consumidor. Algumas empresas, como a Amazon, já fazem testes com espaços de compras que não precisam de caixa para recebimento do pagamento. Com uma boa conexão, o cliente é identificado e faz isso de forma automatizada, pelo próprio smartphone.

Outro setor que vê com bons olhos a chegada da tecnologia 5G é o da saúde. Com conexões mais potentes, será possível enviar e receber conteúdos audiovisuais de alta resolução para análise à distância. A própria realização de cirurgias por robôs deve ganhar força com a 5G, assim como o uso de realidade virtual e aumentada no treinamento de novos profissionais.

Os impactos, como você pôde ver, representam uma quebra de paradigma que abre portas para uma série de outros avanços. Por isso, é fundamental ficar atento às novidades da tecnologia 5G. Colocando-a para trabalhar a favor da sua empresa, você conquista um diferencial competitivo importante em tempos de um mercado altamente concorrido!

Se gostou do post, compartilhe nas redes sociais e veja o que seus colegas esperam dessa nova era da tecnologia!


Por Redator Senai
quinta-feira, 14 de Maio de 2020 - 11h11

Deixe um Comentário

2 + 0 =