Você está aqui

Diante das novas exigências do mercado de trabalho, é preciso oferecer um bom plano de carreira para a sua equipe, pois é ele que vai garantir a ascensão dos trabalhadores na empresa. 

Além disso, os avanços tecnológicos têm representado um impacto direto sobre o futuro do trabalho, com a reconfiguração de funções.

Nesse cenário, é preciso criar estratégias para conciliar as competências esperadas pela indústria, com as necessidades dos seus trabalhadores, buscando sempre o aprendizado contínuo da equipe, para que eles estejam atualizados e de acordo com as tendências de mercado.

Ao longo desta leitura, trazemos para você dicas de como construir um bom plano de carreira na indústria. Acompanhe!

Características do plano de carreira

O plano de carreira pode ser individual ou elaborado por setor, caracterizado como uma estruturação que consta os objetivos, as metas e as expectativas de cada cargo. Em suma, ele serve para mostrar aos empregados exatamente onde estão e o que precisam fazer para conquistar cargos mais altos.

Com isso, todos se sentem mais estimulados a permanecer na empresa e a oferecer as suas melhores entregas, pois sabem o caminho que têm que percorrer para alcançar os objetivos pessoais e da própria corporação.

Quando bem-fundamentado e estruturado, o plano de carreira consegue esboçar os rumos da vida profissional dos trabalhadores, fazendo com que eles saibam o que esperar do futuro.

Quando a indústria conta com um bom plano de carreira, ela garante profissionais mais comprometidos e entusiasmados a acompanhar os avanços tecnológicos que permeiam esse mercado, mantendo-os atualizados sobre tudo o que acontece.

A tecnologia e as mudanças no mercado de trabalho

É possível perceber uma grande mudança no mercado de trabalho nos últimos anos. Se você olhar para as gerações anteriores, dos seus pais, tios ou mesmo avós, perceberá que eles permaneciam muito mais tempo nos empregos. Aliás, um profissional bem-sucedido até a década de 70 e 80 era aquele que conquistava o seu primeiro emprego e permanecia nele até se aposentar.

Com o passar dos anos, esse quadro foi se modificando e, hoje, é possível perceber que as novas gerações de trabalhadores não têm receio de mudar de emprego e traçar a sua própria história.

Esse fato é decorrente também dos avanços da tecnologia, que deixaram as informações mais acessíveis e próximas de todos, a exemplo da popularização da internet e dos smartphones.

Na indústria, os avanços tecnológicos também já são uma realidade, impactando diretamente na forma de trabalho e nas competências esperadas dos profissionais atuantes no mercado. Para o trabalhador, é preciso ter atenção a essa realidade para garantir a sua empregabilidade, pois as máquinas já fazem parte do cotidiano de trabalho de todo o universo corporativo e industrial.

E é justamente por esse motivo que as empresas procuram contratar candidatos familiarizados com as novas tecnologias. Isso porque esses recursos representam um importante diferencial competitivo, não só em termos de aumento de produção, mas também de qualidade dos produtos e serviços ofertados.

Nesse cenário, tanto empresas quanto funcionários devem estar preparados para o fenômeno da Indústria 4.0, pois esse já é um caminho sem volta.

No entanto, isso não significa que as máquinas tomarão o lugar dos trabalhadores. O que acontece é que os profissionais da indústria passam a exercer funções de comando e otimização de processos. Para isso, utilizam as ferramentas tecnológicas de automação, que ajudam na inovação, fator fundamental para a competitividade de qualquer negócio.

Como construir ou rever um plano de carreira na indústria

Construir um plano de carreira requer estar por dentro das exigências do mercado, a fim de potencializar o crescimento do negócio e também dos funcionários.

Separamos para você os principais tópicos para construir ou rever um plano de carreira na indústria. Acompanhe!

Conheça e liste as competências adquiridas

Ao longo da trajetória profissional dos funcionários, eles somaram competências importantes e que podem ser aproveitadas como diferenciais competitivos para a sua permanência no mercado, promoções e até mesmo uma transição de carreira dentro da empresa.

Portanto, faça uma lista de todas as competências dos empregados para identificar os pontos fortes e que podem ser usados a favor do negócio.

Mapeie as novas competências exigidas pelo mercado

Estar atualizado sobre as novas exigências do mercado é fundamental para garantir a competitividade da sua empresa. Por isso, pesquise entre os concorrentes do seu segmento quais são as habilidades e competências esperadas para os cargos mais importantes para o negócio.

Invista na atualização do conhecimento da equipe

Os avanços tecnológicos acontecem com muita rapidez, por isso, é preciso ter atenção e procurar a atualização de conhecimento dos trabalhadores, que pode ser feita por meio de:

  • cursos;
  • palestras;
  • workshops.

Assim, você também consegue entender como as ferramentas tecnológicas estão impactando nas funções.

Tenha atenção às competências e habilidades comportamentais

Apesar de as competências técnicas serem muito importantes, principalmente para acompanhar os avanços da Indústria 4.0, também é preciso ter atenção às competências comportamentais dos seus empregados. São exemplos dessas competências:

  • capacidade de trabalhar em equipe;
  • boa comunicação interpessoal;
  • liderança;
  • resiliência;
  • capacidade de trabalhar sob pressão.

Isso porque as empresas têm contratado pelas competências técnicas e demitido por falta de habilidades comportamentais. Logo, considere desenvolvê-las em sua equipe para garantir os resultados esperados.

Defina e revise constantemente metas e objetivos

Em qual posição você quer ver seus trabalhadores daqui a 5 ou 10 anos? É preciso ter metas bem-definidas e também revisá-las com frequência, a fim de manter todos atualizado sobre tudo o que acontece na sua empresa e no mercado de trabalho.

Logo, não tenha medo de revisar as metas e os objetivos junto com os seus empregados e fazer as adequações necessárias para alcançar as aspirações profissionais desejadas por eles.

Como vimos ao longo deste artigo, construir um plano de carreira na indústria requer estar atualizado sobre as tendências, principalmente àquelas relacionadas à tecnologia e à inovação, e também estar de olho no mercado. Com isso, é possível formar equipes de alta performance.

Se você gostou deste artigo sobre plano de carreira na indústria, confira também como utilizar a análise preditiva no setor para se destacar no mercado!

quinta-feira, 6 de Agosto de 2020 - 10h10

Deixe um Comentário

1 + 0 =